Sempre achei natural desenhar, mas nunca realizei esta atividade "bem", no sentido de conseguir representar de fato alguma coisa que oferecesse a quem aprecia-se o que eu deposita-se em papel um sentimento significativo. Será que quando adultos, desenhar como crianças faz sentido?